quinta-feira, 29 de março de 2007

DESERTOR

Se amar é covardia,
Peço corte marcial;
Pois na guerra
Do desamor,
Abandonei meu posto
E voltei pra casa
Pra sonhar teu rosto.

DOWN

Down.
Dor,
Dar-se,
Depender
De alguém.
Derrapar no
Desvario
Da paixão.
Deixar-se,
Doar-se,
Doer-se
Down!

ALQUIMIA

No telhado
O gato mia gaiato;
Ateia fogo no olho
Da gata.
Gota de desejo;
Beijo roubado
Em cima do muro;
Bocas e línguas
Miando.
Minguada a distância,
No chão, transformam
O mundo;
Fazem amor como
Os magos
Faziam
Ouro!

OCASOS

Fatos amargos, como
Limão azedo
Na boca da vida,
Que chupa com
Gosto e vontade,
Em busca, na certeza,
Firmeza, verdade,
Dois carinhos imersos
Na solidão de quem
Vive somente a
Esperar um sorriso
Ingrato, olhar
Disfarçado em ternura,
Que, no fundo, é
Sem verde nem mar.

SEM MOTIVO

A tristeza é
A certeira
Certeza de
Não ter por
Quem sorrir.
É sair bar
Em bar,
De bobeira;
Encher a cara
E dormir,
Acordar de ressaca
E sacar que
Não valeu.

HOTEL SOLIDÃO

Grilos,
Gritos,
Caras,
Bocas,
Gestos,
Jeitos,
Feitos,
Fatos,
Atos,
Brigas,
Broncas,
Noites e
Camas vazias
Do amor
De nós dois.

PEQUENINA

E no meio de
Tanta bagunça,
Achei um cantinho
Pra lembrar
Que te quero.

ARREBOL

Infinitamente
Maior que a
Sensação do Sol
Na pele crua.
Uma beleza que
Até constrange
O dom de olhar.
Pureza de cor
Nas mechas lisas;
Cortinas de luz;
Sedução mui maior.
Mulher pura beleza;
Arrebol de sentimento;
Me deixa no lamento
De não a ter.

INFANTE

Foi aquela mulher
O meu brinquedo
De infância.
Ganhei, desmontei,
Conheci por dentro
E depois, não soube
Remontar.
Perdi meu melhor
Brinquedo.

QUERENDO ENCONTRAR

Na busca incontinente
Do teu sorriso,
Lanço meu olhar
No universo
Na certa esperança
De que as paralelas
Ainda se encontram
No infinito.

MOINHO

Imperfeita noção de verdade,
Que me faz subestimar
A vontade do momento.
Sofrer o sofrimento que
Não é meu, pela simples
Mania de me torturar,
Criar um falso desejo
(Tormento ou prazer?).
Melhor dar vez
A mim, ao tempo.
Tornando tudo
Águas passadas,
Fazendo-me moinho!

OUTRO

Não fosse eu o outro,
De tudo faria
Para te ter nos braços,
E nos abraços te faria
Minha.
E assim te perpetuaria
Contra os meus conceitos,
Preceitos e medos,
Sem jamais deixar
Esse vazio no teu peito,
Para que alguém assim
Não viesse a te amar
Tanto mais que eu!

DESATINO

Menino,
Esqueço
O que falar,
Perco o tino,
Tendo muito
O que abrir.
Dizer-te mulher,
Falar-me lugar,
Ser uma vida
Dentro de ti.
E, não sabendo
Como,
Busco,
Me assusto,
Constato
Apenas querer.

NOITES

Ontem eu te amei
Como não poderia
Nem mesmo me amar.
Acordei hoje com
A ressaca do teu
Eterno não saber-me.
Tomei um porre de mim,
Tomei um banho frio
E, por instantes, esqueci
Que muitas vezes
Vivo por ti.

NÃO

Não entende nada,
Não procura entender.
Não se sabe na querência,
Não se entende em mim.
Não sabe o que há,
Não sabe o que haveria.
Não foi nada,
Não será,
Não soube ser,
Não disse nada,
Não ouviu, e respondeu

Não

VOCÊ NA CAMA

Tara a mil,
Mil caras
Às dez;
Descarada
Timidez.

BORRACHO

Uma vontade de querer
Que vai minguando.
Vontade que
Transmuta num
Desejo de beber;
Copo após copo,
Tostão após tostão,
Tudo gasto no não te ter.
Mulher infiel,
A mim, ele, você!
Ah, mulher!
Sonho bêbado,
Me perco, me bebo;
Só você não vê,
Não acredita!

TE BUSCAR

Que
Saudade
Enorme
Essa
Que
Vem
Me
Consumir.
Que
Vontade
De
Sumir,
De
Ir...

TENTAÇÕES

Voar,
Revoar,
Povoar,
Povo, ar,
Corações.
Corar,
Decorar,
Procurar,
Pra curar
Emoções.
Revelar
Tentações.

RECORDAR

Trazer no bolso
O seu endereço,
Na agenda o
Seu telefone,
Na memória
O seu rosto.
Lembrar de você,
Querer ligar e
Ir te ver.
Por pura
Saudade.

ESTALO

Assim, à-toa;
Assim, tão de repente;
E, paz,
A sós,
Lembrar de alguém,
Saber que ainda
Gosto de
Você!
Que coisa boa!
Qualquer dia,
De repente,
À toa,
Rever
Você!

NINANDO

Uma mulher
Há tempo me atrai,
E traz o desejo de
Tê-la nos braços,
Beijar-lhe a boca,
Afagar-lhe os cabelos,
Deitá-la no colo e
Cantar baixinho
Pra fazê-la dormir.
Aí,
Talvez ela sonhe
Que gosta de mim.

FAZ ISSO

Ontem beijei
Teu retrato
Por saudade
De te ter.
Te traz,
Pra que eu
Possa gastar
Mais um beijo.